Subscrever RSS
banner

Apresentado Plano Nacional da Arquitectura Global de Interoperabilidade da Administração Central e Local do Estado

5252_Noticia_510x_1

O «Plano Nacional da Arquitectura Global de Interoperabilidade da Administração Central e Local do Estado» foi apresentado na passada sexta-feira, no Palácio das Telecomunicações, com a presença do Ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, Engº José carvalho da Rocha, e do Secretário de Estado para as Tecnologias de Informação, Prof. Dr. Pedro Sebastião Teta, perante uma audiência onde pontuavam, entre outros, os Diretores Nacionais do MTTI e os Diretores dos Gabinetes de Tecnologias de Informação dos diversos departamentos ministeriais.

Na abertura da sessão, o Ministro com o pelouro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação lançou o desafio aos participantes para «participarem ativamente dos novos desafios de orientação e medidas de aplicações gerais, que possam utilizar os serviços electrónicos com responsabilidade e retirar todos os benefícios que daí advenham para que todos falem a mesma linguagem numa abordagem de governação eletrónica», tendo cabido a Manuel Homem, Diretor Geral do Centro Nacional de Tecnologias de Informação, falar sobre o Plano Nacional da Arquitectura Global para a Interoperabilidade da Administração Central e Local do Estado – PNAGIA.

Segundo Manuel Homem, trata-se de uma abordagem de padronização de sistemas e infraestrutura dos sistemas de informação da Administração Pública, com o objectivo de disponibilizar serviços electrónicos mais integrados, simples e seguros a cidadãos e empresas.

Seguidamente, coube a Cirino Vargas falar sobre a Plataforma Tecnológica de Interoperabilidade (PTI) que explicou incorporar a plataforma conceitos e as melhores práticas da indústria de TIC para que sejam atingidos os níveis desejados de interoperabilidade, consistindo num conjunto de componentes integrados que oferecem flexibilidade, gestão e governação simplificada dos sistemas de informação da Administração Pública, caracterizando-se por:

a) Uma arquitetura proposta para a solução em que o nível de abstracção dos sistemas de informação envolvidos é maior;

b) Um modelo técnico no qual são endereçados de um modo mais detalhado os componentes concretos da plataforma.

A Plataforma Tecnológica de Interoperabilidade é composta por um conjunto de componentes distintos que se articulam para possibilitar a oferta de serviços transacionais, num contexto de governo eletrónico, e será implementada de forma faseada, em que funcionalidades disponíveis irão acompanhar a implementação dos diferentes componentes adjacentes.

A encerrar a sessão, tomou a palavra Pedro Sebastião Teta, Secretário de Estado para as Tecnologias de Informação, que destacou a importância das apresentações realizadas acrescentando que «uma ou outra coisa ainda pode ser melhorada neste plano» sem contudo deixar de afirmar que «o trabalho de casa já está feito a 95% faltando alguns complementos que seriam necessários para melhoria da base» e lançando uma vez mais o desafio da «importância da colaboração de todos».

Passo a passo, com uma enorme determinação, empenho e profunda sustentação programática, o Executivo de Angola vai construindo uma Administração Pública mais forte, orientada aos cidadãos e às empresas, apoiada nas boas práticas e experiências conhecidas noutros países a nível mundial e suportada mais recentes tendências tecnológicas e de governação dessa mesma tecnologia.

 
 

Outros artigosVoltar à Página Principal

Microsoft Imagine Academy na ReMA

Microsoft Imagine Academy na ReMA

ReMA e Microsoft assinaram no início de Fevereiro um protocolo que proporcionará formação de alta qualidade, ministrada através do organismo que gere a Rede de Mediatecas de Angola (ReMA) por instrutores da «Microsoft Imagine Academy» no nosso país. Na cerimónia de assinatura do acordo de cooperação, realizada na sala de conferências da Mediateca Zé Dú,

ReMA alargou parcerias

ReMA alargou parcerias

Desde o passado dia 13 de Fevereiro que a Rede de Mediatecas de Angola (ReMA) passou a contar com um novo grupo de parceiros de cooperação de onde se destacam a Microsoft, Cruz Vermelha de Angola, Faculdade de Medicina da Universidade Agostinho Neto, Da Banda, Tralect Internacional, Legis Palop, o jornalista Victor Hugo Mendes e

Mediateca do Huambo acolheu Encontro da Educação

Mediateca do Huambo acolheu Encontro da Educação

A Direcção Municipal da Educação, Ciências e Tecnologia promoveu durante três dias, na Mediateca do Huambo, o «I Encontro técnico municipal da educação», tendo a sua abertura ocorrido no passado dia 6 de Fevereiro. Sob o lema «Um olhar atento sobre a problemática de ensino de qualidade no ensino primário – análise e perspectivas de

«Conversa Dura» com Zola Vida

«Conversa Dura» com Zola Vida

A Mediateca 28 de Agosto realizou, no passado mês de Outubro, mais uma sessão do «Conversa Dura», rúbrica regular do Clube de Leitura que acolheu nesta edição Zola Vida, autor da obra de poesia «Contemplando o invisível». Na sessão, o escritor Zola Vida teve a oportunidade de explicar os seus primeiros passos no mundo da

ReMA deseja Feliz e Próspero Ano de 2017

ReMA deseja Feliz e Próspero Ano de 2017

A Rede de Mediatecas de Angola (ReMA) endereça a todos os seus utentes, colaboradores, parceiros e população angolana em geral os mais sinceros votos de um Feliz e Próspero Ano Novo de 2017 !

Ler mais

Rede de Mediatecas de Angola

Redes Sociais

© ReMA 2012 | Rede de Mediatecas de Angola | Todos os direitos reservados.